Giorgio Armani: Conheça sua história

Giorgio Armani - Blog Pedrazzini

Por: Anna Depret

Um ícone no mundo da moda, a pessoa que colocou Milão entre uma das maiores referências Fashion e ainda consegue trazer todo seu talento para vários segmentos: esse é Giorgio Armani, também conhecido como o Imperador da Itália.

Nascido em 1934, Piacenza – Itália, teve um início nada comum. Começou a fazer Medicina e foi lá que teve as primeiras identidades da forma humana. Mas no período da Segunda Guerra Mundial, tornou-se militar.

Em seu descanso de 20 dias, conseguiu emprego numa loja como assistente do fotógrafo residente e stylist de montras. E foi nesse breve trabalho que despertou seu amor pela Moda, fazendo-o desistir da Medicina. Na indústria fashion, passou por quase todos os cargos – vitrinista, vendedor e auxiliar de estilo.

Nino Cerutti, foi quem ajudou Giorgio a dar o próximo passo, como designer, começando a desenhar como freelancer, fazendo croquis para diversas grifes.

armani croquis

Giorgio Armani – Fonte: konyvjelzomagazin

Em 1975, Armani e seu companheiro Sergio Galeotti, venderam seu carro e tornaram-se sócios fundando a Giorgio Armani S.p.A..

Seu modo de pensar em moda foi o seu diferencial, imaginava: qual a funcionalidade das roupas? E ao acreditar que a moda masculina também poderia ser, e ter, tendência.

No mesmo ano estrearam com a coleção masculina, desconstruindo o terno clássico de alfaiate, criando novos cortes, tecidos e caimentos diferenciados. No ano seguinte, resolveu se aventurar na coleção feminina, com o mesmo estilo da coleção para homens. Yves Saint-Laurent, já havia sido o pioneiro, ao criar um smoking para mulheres, e mesmo sendo bem ousado, era de difícil uso. Foi a vez de Armani, que resolveu ousar no cotidiano, com ternos femininos feitos com cortes masculinos e tecidos nobres.

Na Europa, Armani já era muito bem reconhecido, mas almejava mesmo o sucesso nos Estados Unidos. E isso aconteceu na década de 80, ao criar o figurino de Richard Gere no filme “Gigolô Americano”, tornando-se o queridinho de Hollywood. Muitos atores optavam por usar suas criações, até no Red Carpet, como Michelle Pfeiffer, Jodie Foster e John Travolta.

Infelizmente, em 1985, Galeotti morreu, vitima da SIDA. E enquanto todos se preocuparam com o crescimento da empresa, Giorgio só a fez aumentar o volume do negócio, tornando não só designer, como gestor de todos os serviços. Armani sempre quis mais, e expandiu sua marca na velocidade da luz, lançando coleções para jeans, roupas íntimas, acessórios, infantis e também fragrâncias.

giorgio armani e sergio galeotti

Sergio Galeotti e Giorgio Armani – Foto: Forbes

Criou um Império durante 20 anos e no fim da década de 90, já possuía mais de 2.000 lojas espalhadas pelo mundo todo, vendendo cerca de US$ 2 bilhões por ano.

Hoje em dia a grife Armani representa desde os Jeans, Alta Costura, Hotéis, Livrarias, Bares e também Cafés. Marcas com valores acessíveis, como a Empório Armani e Armani Exchange, até a Armani Privé com vestidos dignos de tapetes vermelhos, fazendo com que todo ano atrizes de Hollywood desfilem suas beldades nas principais premiações, como em 2014 que Cate Blanchett ganhou o Oscar de melhor atriz a bordo de um deslumbrante vestido Armani.

Cate Blanchett

Cate Blanchett de Armani Privé – Oscar 2014.

Com estilo único, foi apelidado pela imprensa italiana como “Rei Giorgio”, sendo eleito como um dos estilistas que marcaram a história da moda, junto a Coco Chanel e Yves Saint-Laurent, conseguindo recriar o vestuário masculino e feminino de um jeito inconfundível.

Em nosso site você encontra lindos modelos de relógios Armani Exchange. A Pedrazzini é representante autorizada Armani Exchange. Todos os produtos possuem garantia de fábrica de 2 anos e assistência em todo o Brasil. Clique e conheça nossa linha completa!

Armani Exchange - Blog Pedrazzini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *